Lançamento de Livros 2018-10-23T10:53:30+00:00

Lançamento de Livros

Contra a Má-Fé – conjurações de uma acadêmica de ação direta

Autor(es/as): Tatiana Lionço
Editora:  Devires, Salvador/BA
Publicação: 2018

A partir de uma participação como oradora, no ano de 2012, em um seminário na Câmara dos Deputados para debater educação, infância e diversidade sexual, Tatiana Lionço passou a sofrer ataques morais por parte de parlamentares. O processo de difamação foi então abraçado por outros sujeitos sociais, notadamente “homens de bem” que acreditam deter autoridade moral para, a partir de certa interpretação dos valores cristãos, combater a degradação moral da sociedade que seria desencadeada por feministas e pelo movimento LGBT. Este livro reúne seus pronunciamentos públicos no Congresso Nacional e textos publicados na Internet desde então. É oportunidade para a reflexão sobre fundamentalismo religioso, perseguição política e discurso de ódio no Brasil contemporâneo.

“Psicologia, Política e Esquizoanálise”

Autor(es/as): Domenico Uhng Hur
Editora: Alínea, Campinas/SP
Publicação: 2018

Este livro discute conceitos da Esquizoanálise que servem como ferramentas de estudo dos processos psicopolíticos contemporâneos. Fornece linhas de experimentação que ampliam os repertórios da Psicologia e das Ciências Humanas, ao apreender os fenômenos na relação resultante entre poder, investimentos desejantes e processos de subjetivação, isto é, política, psicologia e subjetividade. Traz novos enunciados sobre a sociedade, inéditos em relação aos tradicionais campos teóricos, e que incitam um potencial insurgente, sempre direcionado à autonomia e à transformação. Com uma linguagem acessível, introduz o leitor na dinâmica do pensamento ‘deleuze-guattariano’, bem como nas terminologias específicas que o expressam, baseando-se em oito temáticas fundamentais na articulação entre psicologia e política, as quais contribuem para a compreensão do atual cenário de efervescência e crise social: poder; subjetividade; instituições e códigos; capitalismo; práticas e agenciamentos psicopolíticos; microfascismos; Estado e políticas públicas e movimentos sociais. Por seu caráter didático, pode ser utilizado como uma introdução à Esquizoanálise, relacionada aos processos políticos e psicológicos. Oferece elementos para a compreensão de que ela é ou fundamenta uma Psicologia Política, ou melhor, uma Psicologia Política Crítica, por meio de uma cuidadosa análise do diagrama de forças em vigência nas relações capitalistas contemporâneas. Oferece, assim, importantes subsídios teóricos que podem ser utilizados por estudiosos em geral, profissionais da área social, da saúde, da educação e, em especial, por psicólogos.

1961-1964: a ditadura brasileira em dois golpes

Autor(es/as): Daniel de Mendonça
Editora: Appris
Publicação: 2017

A tese de 1961-1964: A Ditadura Brasileira em Dois Golpes é simples, ainda que polêmica, uma vez que ela se contrapõe a toda produção acadêmica que já se debruçou sobre a sua temática. Neste livro, defende-se que o golpe civil-militar – que comumente tem a sua ocorrência atribuída ao levante de 1964 – teve, de fato, o seu início em setembro de 1961, a partir da combinação da posse de João Goulart na presidência da República e da instituição casuística do sistema parlamentarista de governo. Como o parlamentarismo foi enfaticamente derrotado pela vontade popular em 1963, o desfecho golpista de 1964 representou a segunda e decisiva fase do golpe, inicialmente impetrado como solução à renúncia de Jânio Quadros.

A Diversidade e a Livre Expressão Sexual entre as Ruas as Redes e as Políticas Públicas

Autor(es/as): Frederico Viana Machado, Fabiano Barnart e Renan de Mattos
Editora: Rede Unida
Data de publicação: 2018

Livro editado em parceria com o Nuances – Grupo Pela Livre Expressão Sexual e com o Laboratório de Políticas Públicas, Ações Coletivas e Saúde (LAPPACS/UFRGS). Reúne trabalhos apresentados no seminário de comemoração dos 24 anos do Nuances (“Seminário Internacional – Êba! Viado na Pista – Nuances 24 anos nas ruas”) e outros escritos. O livro articula pensamentos e reflexões gestados nas fronteiras que tensionam e articulam a universidade, os movimentos sociais e as políticas públicas, sejam estas geridas por setores do Estado ou por organizações da sociedade civil. Não se trata de discutir a sexualidade isoladamente, mas de mostrar suas cores, gerações, etnias, gêneros, territórios, classes sociais e, rompendo com quaisquer segmentações. Os textos registram o discurso singular dos sujeitos que ocupam o espaço público, produzindo suas espacialidades individual e coletivamente entre as ruas, as redes e as políticas públicas.

Famílias Inter-raciais: Tensões entre cor e amor

Autor(es/as): Lia Vainer Schucman
Editora: EDUFBA
Publicação: 2018

O livro é um modelo exemplar de pesquisa que relaciona processos de constituição da subjetividade e estrutura social. Se o amor é uma construção social, o racismo também é. A fim de demonstrar essa hipótese, Lia Schucman se “eleva” aos indivíduos que integram as famílias entrevistadas, dando-lhes voz para que contem suas histórias, o que evidencia como a conexão afetiva, apesar de suas particularidades, é perpassada pelo racismo. A obra é sobre as famílias, mas é, sobretudo, sobre o racismo estrutural, sendo tratado, dessa forma, como um aspecto essencial da sociabilidade, de normalização e naturalização das hierarquias, de lugares e de discursos e que, invariavelmente, penetra nas famílias inter-raciais. Assim, se a discriminação racial é uma relação de poder que se impõe à revelia da vontade consciente dos indivíduos, o amor familiar também se manifesta como uma relação de poder em que a raça é um elemento organizador. (Do prefacio de Silvio Almeida)

Diálogos e Dissidências: M. Foucault e J. Rancière

Autor(es/as): Marco Aurélio Máximo Prado e Ângela Cristina Salgueiro Marques
Editora: Appris
Publicação: 2018

A partir de leituras comentadas de textos de Michel Foucault e Jacques Rancière, o livro Diálogos e Dissidências: M. Foucault e J. Rancière coloca em debate as tensões e aproximações entre esses autores. Por um lado, Rancière – que pode ser, em alguma medida, identificado como herdeiro dos estudos de Foucault – constrói um percurso reflexivo que tem como uma de suas principais dimensões a identificação de formas de poder e de manifestações da ordem policial que cerceiam a partilha política do sensível.

Normas

Durante o X Simpósio Brasileiro de Psicologia Política será realizado lançamento de livros publicados em 2017 e 2018. Todos(as) os(as) participantes inscritos(as) no Simpósio poderão inscrever livros para o lançamento.
Para inscrever os(as) participantes deverão enviar e-mail para xpsicologiapolitica@gmail.com, com o assunto Lançamento de Livros com os dados solicitados.

NORMAS GERAIS
O lançamento de livros é reservado apenas aos(às) participantes inscritos(as) no X Simpósio Brasileiro de Psicologia Política. Poderão ser inscritos livros publicados em 2017 e 2018, com temáticas afins à Psicologia Política.
As propostas de lançamento devem ser enviadas, até do dia 10/10/2018 contendo:
Título do livro
Editora
Nome dos autores
Data de publicação
Imagem da capa digitalizada
Breve resumo

OBRIGAÇÕES DO AUTOR
Os(As) autores(as) que tiverem proposta de lançamento aprovada deverão estar presentes no evento para a participação na exposição, na hora e local determinado pela Organização do evento.
O(A) autor(a) será responsável pelo transporte dos livros até o local do evento, a acomodação dos mesmos no local previamente estipulado pela organização do X Simpósio Brasileiro de Psicologia Política e também pela retirada do material ao término da atividade.
Deverá permanecer no local junto aos livros durante toda a atividade para interação com os(as) demais participantes do evento.
A comercialização dos livros é de responsabilidade do(a) autor(a).

ESTRUTURA
O evento disponibilizará um horário para o lançamento de livros em sua programação;
01 mesa com 01 cadeira para a exposição dos livros;
Placa de identificação com nome do livro.